Sonda Lambda – Linha Moto

Sonda Lambda – Linha Moto

O que é uma Sonda Lambda ou Sensor de Oxigênio?

A Sonda Lambda, também conhecida como Sensor de Oxigênio está localizado no escapamento da Moto e sua principal função é analisar a quantidade de oxigênio presente nos gases liberados pelo motor.

 

Para que serve a Sonda Lambda?

Esse sensor serve para coletar informações sobre a queima de combustível e enviar ao ECM do motor.

Motores de combustão interna (Ciclo Otto, Diesel ou GNV) só conseguem funcionar se houver oxigênio, combustível e calor (combustão ou queima é uma reação exotérmica, ou seja, ocorre de dentro para fora). Sem esses elementos não é possível obter a explosão interna necessária para o seu funcionamento.

Mas o grande desafio está em obter a mistura ideal entre combustível e comburente, no caso o oxigênio, chamada de mistura estequiométrica (Fig.02), onde entra a Sonda Lambda mostra sua função, medindo a quantidade de oxigênio resultante da queima. Se a mistura estiver pobre (entrada de oxigênio maior que de combustível) ou rica (entrada de combustível maior que de oxigênio), o Sensor envia um sinal elétrico (Milivolts) a unidade gerenciadora da Injeção eletrônica (ECU ou ECM). Conforme o sinal enviado pelo Sensor a ECU injeta mais ou menos combustível para aquela situação de funcionamento do motor, assim é possível ter um melhor desempenho do motor, maior economia de combustível e menor emissões de poluentes.

 

De que é feito a Sonda Lambda?

A Sonda Lambda é composta por um material cerâmico interno chamado Dióxido de Zircônio com um revestimento poroso de platina e é protegido por um invólucro metálico. A sua atuação baseia-se na alteração das propriedades da cerâmica a altas temperaturas permitindo a difusão do oxigênio do ar.

Opera em função da diferença da concentração de oxigênio entre o gás de escape e o ar externo, gerando-se uma tensão de 50 mV até 900 mV.

A sonda tem uma limitação: para iniciar o seu funcionamento e é necessário que esteja aquecida a cerca de 300°C. Nas sondas mais antigas eram os próprios gases de escape que as aqueciam, tornando-se necessário aguardar vários minutos até que o sensor pudesse ser colocado em funcionamento. Atualmente existem resistências de aquecimento situada junto à cerâmica que permite o aquecimento em até 10 segundos, mesmo quando os gases de escape estejam a uma temperatura baixa.

 

 

Quais os tipos de Sondas encontradas nas Motocicletas?

Hoje a maioria dos carros no Brasil possuem os seguintes modelos de Sondas Lambda:

1 – Tipo Convencional 

São disponíveis em 1,2,ou 4 fios dependendo do projeto de construção. As motos  mais novas devido a legislação utilizam a de 4 fios ,com o aquecedor interno e a Sonda começa a funcionar em aproximadamente 40 segundos.

2 – Tipo Planar

Somente com 4 fios e uma construção da cerâmica diferente promove um aquecimento mais rápido, cerca de 10 segundos em relação a Convencional. Assim começa mais rápido o monitoramento da mistura ar/combustível.

 

Como encontrar a Sonda Lambda correta pelo Catálogo?

Busque em nosso Catálogo pelo modelo, ano e motor da Moto, seja no impresso ou no on-line!

 

A Sonda Lambda funciona como se fosse uma pilha?

Exatamente isso, a cerâmica existente dentro da Sonda se transforma, acima de 300°C em um condutor de íons de oxigênio. Assim gera uma tensão em milivolts parecido com uma pilha. Esta tensão que varia de 50 a 900mv é enviada para unidade de comando para que seja feito os cálculos usando como base o fator lambda.

 

Posso usar a Sonda Universal?

Pode utilizar sim, mas em casos muito específicos. Recomendamos quando não encontra a Sonda específica, principalmente para veículos importados. Mas cuidado na hora da instalação:

Posso trocar uma Sonda Lambda pela outra?

Jamais! Sempre utilizar o mesmo tipo que estava na Moto. 

São valores de resistência do aquecedor e posição dos fios que podem prejudicar o funcionamento do sensor.

 

Temos vídeos e cursos! Confira:

www.cursosonlinemte.com.br

 

Garantia

Os produtos da MTE-THOMSON possuem garantia de 01 ano contra defeitos de fabricação ou material, a partir da data da compra pelo usuário final.

A garantia não tem validade para peças danificadas por erros de instalação, aplicação ou acidente.

A reposição ocorrerá no local da compra mediante apresentação da nota fiscal, conforme descrito no Procedimento de Garantia.

Esta garantia é válida apenas para os produtos da MTE-THOMSON.

Compartilhe!

Faça uma busca:

Buscar...
Generic filters
Filter by Custom Post Type
BrazilUSAGermanSpainMexico