Back
motocicleta

MTE Responde 3 – Linha Moto – Inatividade

Para você que trabalha com reparação de motos, estamos preparando uma série de dicas elaboradas pelo nosso Consultor Técnico, especialista no assunto, Paulo José de Sousa.

Toda segunda-feira postaremos uma dúvida frequente sobre o mundo das duas rodas e como diagnosticar o defeito.

Acompanhe aqui pelo nosso site ou também pelo nosso facebook no www.facebook.com.br/mtethomson, onde compartilharemos as dicas.

Hoje, nossa terceira dica é sobre como armazenar a moto durante um período de inatividade. A motocicleta vai ficar parada durante seis meses. O que fazer para que as peças do motor não se deteriorem? 

O preparo para o armazenamento e a ativação após um período de inatividade dos veículos motocicleta, motoneta ou scooter deve seguir a orientação do fabricante descrita no manual do proprietário.

Abaixo apresentamos algumas dicas em etapas, fundamentais para a elaboração do serviço:

  1. Retire todo o combustível do tanque e tubulações;
  2. Pulverize na parte interna do tanque um óleo protetivo;
  3. Troque o óleo do motor;
  4. Remova a vela de ignição e adicione no interior do cilindro uma pequena quantidade de óleo de motor, cerca de 30 cm³ (use uma seringa) acione o motor de arranque durante alguns segundos para que o óleo seja espalhado internamente no motor. Em seguida, reinstale a vela;
  5. Remova a bateria começando pelo polo negativo e em seguida o positivo, armazene-a em local seco, ventilado e longe do sol, apoiada em uma superfície de madeira ou de borracha;
  6. Quanto à carga da bateria, siga a orientação do fabricante da motocicleta, em geral deve-se dar carga lenta uma vez por mês;
  7. Apoie o veículo de modo que ambas as rodas não encostem no solo e calibre os pneus com as pressões recomendadas no manual do proprietário;
  8. Proteja as peças cromadas com uma fina camada de óleo protetivo. Não aplique o óleo nas peças de borracha, plástico, disco de freio e banco;
  9. Tampe a saída do escapamento (pode ser com um pedaço de pano).

 Ativação da motocicleta após o período de inatividade 

  1. Lave o reservatório de combustível, pode ser usado um pouco de gasolina para dissolver o óleo pulverizado;
  2. Abasteça o tanque. (Utilize gasolina, mesmo que a moto seja flex);
  3. Troque o óleo do motor e demais fluidos. (ver regras no manual de serviços do fabricante, ex: fluido de freio, líquido do radiador, óleo da suspensão dianteira e etc..);
  4. Instale a bateria começando pelo polo positivo e em seguida o polo negativo;
  5. Remova o tampão (pano) do escapamento;
  6. Remova a vela de ignição e acione a partida para expelir algum óleo que tenha ficado na câmara de combustão e reinstale a vela de ignição certificando-se que a mesma esteja seca (sem óleo);
  7. Calibre os pneus (consulte o manual do modelo para valores de pressão);
  8. Limpe o veículo, remova o óleo pulverizado nas partes;
  9. Ligue o veículo, não acelere bruscamente até que ele esteja aquecido e funcionado corretamente.

Para saber mais sobre diagnóstico e resolução de problemas, temos à disposição 7 cursos para a Linha Moto que abrangem Sensores Lambda (motocicletas Honda), Reinicialização do ECM (motocicleta Honda Titan Mix), Sensor de temperatura motor EOT, Diagnóstico do sistema de injeção PGM-FI, Sensor tríplex, Sensores Lambda (motocicletas Yamaha 250cc), Módulo de controle do motor ECM Honda Titan 150.

Os cursos são totalmente online, gratuitos, com certificado e podem ser feitos cadastrando-se no http://cursosonline.mte-thomson.com.br/, quando e onde for melhor para você.

Em caso de dúvidas de serviços e peças, entre em contato pelo SIM (Serviço de Informação MTE-THOMSON) através do 0800 704 7277 ou no sim@mte-thomson.com.br ou ainda pelo nosso Whatsapp no (11) 95559-7775. Para modelos e aplicações, consulte nosso Catálogo Eletrônico https://cate.mte-thomson.com.br/.

 

GermanSpainUSABrazil